A Conclusão

cappa

Fazia algum tempo que não acordava com esse vazio. A vida até que tem me distraído bastante, fico grata por isso. Mas preciso ser honesta e assumir que me traio diariamente te procurando por todos os lugares. Uma hora ou outra você iria me assombrar, era inevitável. Agora o Cazuza não para de gritar em meus ouvidos o hino do meu amor, que ainda continua sendo todo seu.

Me perco em meio a todas minhas confusões, tentando decifrar um sentido para tudo isso. Não é possível que com tanta energia reagindo por aí, meu desespero não seja capaz de te alcançar nem por um segundo sequer. Será que você ainda lembra de nós? Será que ainda me acha bonita? Será que alguma coisa no seu cotidiano me leva pra perto de ti?

Você está tão longe, tão inalcançável, nem sei por que ainda tem tanto domínio sobre mim. E domina mesmo, todos os meus sentidos. Domina as músicas que escrevo, e em cada outra que ouço, continuo a buscar alguma identificação com a nossa história. Minha cabeça cria e recria momentos ao seu lado, imagino o tempo todo como será quando a nossa hora chegar. Me sinto estúpida por achar que isso ainda pode acontecer, minha mente me prega tantas peças… eu sei que você não vai mais voltar.

Tua falta me corroe, embora eu disfarce bem. O aperto na boca do estômago é inconfundível. Queria poder gritar minha angústia e exorcizar o seu demônio. Mas a verdade é que eu não quero te esquecer. Odeio que me falem pra te deixar pra lá! Como descartar alguém que me fez tão feliz? Como esquecer alguém que me deu momentos do qual só quero lembrar? É um absurdo sermos obrigados a esquecer alguém por quem temos tantos sentimentos bons, puros e sinceros. Qual o nexo nisso? Eu especulo tanto pra tentar chegar em alguma conclusão, pois essa confusão já me consumiu demais.

A conclusão é que simplesmente não tem explicação. As coisas acontecem como devem acontecer. E se eu parar pra analisar tudo com calma, a vida me deu inúmeras provas disso. Com você, eu não teria feito nem metade do que fiz quando me deixou. Com você, não teria conhecido as pessoas maravilhosas que hoje me cercam. Com você não estaria tendo tantas oportunidades, não estaria a um passo de realizar o meu maior sonho. Com você… eu continuaria incompleta.

Incompleta que estou, hoje não quero pensar. Não quero a realidade para me atormentar. Hoje, só por hoje, deixa eu me afogar na lembrança do seu cheiro. Me deixa derramar cada gota da dor que ainda resta por aqui. Me deixa ter você por perto, mesmo que só em minha mente. Me enche de beijos como você fazia, me faça amor como só você sabia.

7 comentários

Diário de Intercâmbio – Como Tudo Começou

large (56)

Sentada na minha nova casa e acompanhada de um croissant gigante, consigo lembrar exatamente como começou essa loucura de intercâmbio. Eu não sei por que diabos eu sempre quis morar na França – seja pela fama do charme de Paris, pela língua ou pela comida – eu só sei que sentia que seria incrível.

Desde que entrei na universidade tive vontade de fazer intercâmbio – eu realmente já entrei com isso na cabeça. Eu também tinha pressa, então para mim a exigência de já ter cursado 50% das horas do curso me parecia ridícula e desnecessária. Com o tempo, minha vida tomou rumos diferentes: estagiei em lugares maravilhosos e comecei a namorar. Devo dizer que essas coisas pesam quando pensamos em mudar de país.

Assim que passei da metade do meu curso, meus amigos começaram a programar seus intercâmbios pela faculdade, e outros pelo CSF. Eu fiquei muito indecisa já que tinha acabado de entrar num estágio sensacional e tava no meio do meu namoro. Fui deixando a história do intercâmbio esfriar na minha cabeça, até chegar ao meu quarto ano de graduação (me formo com 5 anos). Foi então que, no carnaval deste ano, 2014, algum santo baixou em mim e eu senti que era agora ou nunca.

Foram múltiplos fatores que influenciaram minha decisão, mas principalmente 2 coisas: 1a – eu sentia que precisava conhecer outras coisas, e que se eu não viajasse antes de me formar, não acharia tempo depois de formada; 2a – me assustava a ideia de algum dia olhar para trás e ver que desperdicei minha chance de fazer intercâmbio por um namoro, que podia não dar certo (e não deu, efetivamente) ou por um estágio que não seria o trabalho da minha vida.

Com a decisão tomada, procurei o órgão da minha universidade responsável pelos assuntos internacionais e descobri que minha universidade tem convênio com umas 100 faculdades de todo o mundo. Na França existem também várias, e foi através de conselhos dos funcionários desse setor, de amigos meus que estudaram nessa faculdade e da minha pesquisa e curiosidade que cheguei à conclusão que era aqui que queria estudar: Université Jean Moulin Lyon 3.

Depois de tomar essa decisão, eu tive cerca de 2 semanas para juntar uma documentação básica (cartas de recomendação de meus professores em francês e português, fotos para documentos, alguns formulários, histórico acadêmico, currículo traduzido, carta de apresentação, certificado de proficiência da língua, etc.), afinal eu tinha resolvido tudo em cima da hora! Eu quase enlouqueci, mas graças a Deus juntei cada documento e estou aqui pra contar a história.

large (57)

Feito isso, minha universidade entraria em contato com a univ. francesa e eu receberia uma carta de aceitação (ou não). Minha inscrição foi em abril, e eu só recebi minha carta ao fim de junho – nem preciso falar que já estava surtando. Como só da pra ter certeza que a gente vai viajar mesmo quando recebemos a carta, eu tive praticamente 2 meses para resolver tudo da viagem.

Como a minha universidade é pública e meu intercâmbio é propiciado através de um convênio com outras universidades, eu não pago a universidade do exterior. É como se eu tivesse sendo transferida de faculdade por um tempo e, portanto, não justifica começar a pagar uma faculdade se a minha faculdade de origem, que promove o intercâmbio, é gratuita.

Você pode estar pensando: nossa fia, se armou, não paga a faculdade. Mas viajar, morar e se sustentar na Europa é muito caro, então óbvio que eu quebrei todos os meus porquinhos e estou contando com os esforços dos meus pais pra estar aqui. Não ter que pagar a faculdade é ótimo, pois é uma coisa a menos para me preocupar, mas existem outros inúmeros gastos.

O programa pelo CSF é diferente: você recebe uma ajuda de custo para comprar passagem, moradia garantia, bolsa mensal pra alimentação, cachaça, etc… Então o governo te patrocina na maior parte. Conheço pessoas que recebem mais dinheiro$ dos pais também, mas não são todas. Sem contar que o valor mensal enviado pelo governo varia a depender do custo de vida do local.

Se seu curso for contemplado pelo CSF, se jogue e espero que você consiga a bolsa! Sem dúvida é uma ajuda incrível para estudantes que querem conhecer outro país. Eu já falei pra caramba então no próximo post eu falo de burocracias pro visto, meus primeiros dias em Lyon, primeiras impressões e afins! Quem tiver alguma dúvida em especial ou alguma sugestão, fala pra gente nos comentários :D Beijos!

19 comentários

Desafio Fotográfico: Quarto

Processed with VSCOcam with c1 preset

Foto: Gabriela dos Anjos

O primeiro Desafio Fotográfico foi um suuuuuuucessooooo (leia com a voz do Gugu)! Não imaginei que apareceriam tantas fotos incríveis assim, logo de cara. Estou embasbacada com vocês leitores, seus lindos! Escolhi as minhas favoritas pra colocar aqui no post e já quero aproveitar pra lançar o tema do próximo desafio: COMIDA. Sim, sou gordinha e quero babar vendo as fotos de vocês!

As regras são as mesmas: enviem para [email protected] com o tema do desafio no assunto do email. Não se esqueçam de enviar também o nome e redes sociais de vocês pra divulgarmos junto com as fotos. Tentem anexar arquivos com resolução boa, acabamos deixando um monte de fotos legais de lado nesse desafio por estarem muito pixeladas :/ Vocês tem até o dia 1 de Outubro pra participar! Agora bora conferir os clicks:

10611031_764596493563464_1052989046_n

Wendy Fernandes | Instagram: @imwendoca

2 camila damasio unnamed

Camila Damásio | Blog: http://miladamasio.com/ | Fanpage: https://www.facebook.com/blogcamiladamasio

milena karoline

Millena Karoline | Instagram: @_millenoca | Blog: www.coisasqueconvem.com.br | Flickr: www.flickr.com/photos/millenocaa

tayne ellen @taazinnha

Tayne Hellen | Instagram: @taazinnha

wendy fernandes @imwendoca 928349_810303368990328_689068394_n

Wendy Fernandes | Instagram: @imwendoca

barbara faraco

Barbara Faraco | Instagram: @barbarafaraco | Twitter:@barbarafaraco


raphaela soares @raaphaelasoares

Raphaela Soares | Instagram: @raaphaelasoares | Tumblr: http://world-vintagee.tumblr.com/

Processed with VSCOcam with f2 preset

Gabi dos Anjos | Instagram: @mardygabs | Vscogrid: gabidosanjos.vsco.co

millena

Millena Karoline | Instagram: @_millenoca | Blog: www.coisasqueconvem.com.br |
Flickr: www.flickr.com/photos/millenocaa

franciely bona

Franciely Bona | Instagram: @franbonaaBlog:  http://ladinastiafashion.blogspot.com.br/

1camila damasio

Camila Damásio | Blog: http://miladamasio.com/ | Fanpage: https://www.facebook.com/blogcamiladamasio

joao gorri

João Gorri | Instagram: @joaogorri@invernek

bianca lazzaretti

Bianca Lazzaretti | Blog: www.biancalazzaretti.blogspot.com

camila damasio

Camila Damásio | Blog: http://miladamasio.com/ | Fanpage: https://www.facebook.com/blogcamiladamasio

bernardo henrique

Bernardo Henrique | Instagram: @bernardomoreiraa | Flickr: https://www.flickr.com/photos/bernardomoreiraphotos/

gabriela rodrigues

Gabriela Rodrigues | Instagram: @gabievin

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Simone Tonezer | Instagram: @simonetonezer

mayara lopes

Mayara Lopes | Instagram: @may_lopesp | Tumblr: under-light-of-summer.tumblr.com

13 comentários