Look du Jour – Oxford

look-do-dia

Há um tempinho atrás os oxfords eram meus sapatos favoritos. Já tive um de cada cor, com brilho, textura, aplicações… mas nunca encontrei um tão bonito e moderninho quanto esse! Comprei esse modelinho na Zara no começo do ano, guardei no armário e esqueci completamente que ele existia. Dia desses fui fazer uma limpa no guarda-roupas e fiquei chocada ao vê-lo intacto guardado dentro de um saquinho. Meu armário é pequeno e desorganizado, então vivo perdendo roupa lá dentro, hahahaha.

Fiquei morrendo de vontade de usar o sapatinho e aproveitei pra montar um look um tiquinho mais preppy, com calça justinha enrolada na barra, blusa básica com corte bacana e chapéu, que fazia milianos que não usava também, hehe. Goxtaram? Como sempre, segui pela linha básico-confortável porque sou preguiçosa demais pra usar roupas muito elaboradas, hahahaha. Beijos, beijos!

Chapéu: Pink Vanilla | Blusa: Zara | Calça: H&M | Oxford: Zara | Anéis: Sol Fashion e Le Frou Frou

oxford

11aneis

calça-bolinhas

look-4

super-giva

Comente!

Diário de Viagem: Berlim – Dia 3

foto-1

Berlim, sua linda! A cada vez que sento no computador pra selecionar as fotos do próximo Diário de Viagem a ser postado, morro de saudades de todos esses momentos maravilhosos que vivi <3 Mas é uma saudade que até dói meu coração, hahahaha. Berlim é mesmo uma cidade incrível. Não é lá muito turísitca, e talvez por isso eu tenha gostado tanto da experiência que tive.

Lá, me senti em uma São Paulo 900% mais evoluída. Deve ser um ótimo lugar pra se viver. Dá pra comer, morar, estudar e se locomover com pouca grana, é extremamente seguro, organizado, bonito, cheio de parques, alemães gatos e descolados, gente interessante, festas incríveis, cerveja da melhor qualidade a 1 euro… ou seja: mudei meu status para “juntando todo o dinheiro possível pra me mudar pra Berlim”, hahahaha. E bão, chega de falar e bora ver as fotos!

berlimgiva

Nosso terceiro dia em Berlim foi bem relaxadão! Dormimos bastante, tomamos café em casa, buscamos nossa amigue Luana no metrô (ela tinha acabado de chegar de viagem e ficou no nosso apê nesse último dia que passamos na cidade) e no fim da tarde fomos passear na feirinha da Alexanderplatz. Como foi o primeiro dia de Luaninha na Europa e ela levou pouquíssima coisa na mala, nós acabamos passando no Alexa Mall pra ela fazer umas comprénhas – e acabamos comprando mais coisas que ela no fim das contas, hahahaha.

fritz-fritz

Breno ficou viciado nessa bebida horrorosa que parece uma Coca-Cola sem gás, mas achei a embalagem lindinha, hahaha.

metro

hotdog

Um dos melhores lanchinhos da feirinha de rua da Alexanderplatz <3 O que dizer dessa salsicha gigante milimetricamente posicionada nesse mini pãozinho francês quentinho? Apenas uma palavra define: amor.

giva

Euzinha givando com minha bolsa linda da Orna Concept, chatiadérrima com esse suco de laranja que custava 10 reau a garrafinha de meio litro.

leona

luaninha

feirinha

Sempre que passávamos nessa feirinha, além de mandar uns 3 sanduichinhos de salsicha que mostrei ali em cima, eu também comia crepe de Nutella com banana e tomava um litrão de Erdinger. Aí engordei 4 kgs e notei que todo vida loka paga o preço pela ostentação.

luana-leo-giovani

Notaram que eu e Luana fomos vestidas de gêmeas? Hahahaha! Casaco militar, blusinha preta, shorts jeans e tênis-botinha. Juro que foi sem querer, hahaha.

Espero que estejam curtindo as fotos! Em breve saem os vídeos no canal do blog no Youtube :D Inscrevam-se lá que assim que for postado vocês recebem uma notificação *O* Bisous com amor pra todos!

Comente!

Pro Boy Perder a Magia

boy4

Todas nós sabemos que uma das coisas mais irritantes e desesperadoras que existem é não ter um sentimento correspondido. E quer saber? Já estou cansada desse papinho de “Ele não te merece, amiga! Bola pra frente!”. É claro que eu sei que o bendito não me merece e que tudo vai passar, minha filha! Mas na hora que a saudade aperta e o coração grita, um simples “deixa ele pra lá” vai apenas entrar por um ouvido e sair pelo outro, hahaha. Acho que quando a gente gosta de alguém com o coração, fica difícil usar o cérebro pra controlar nossas emoções, né?

Acho que o que mais me incomoda nesse assunto é que as pessoas banalizam muito nossos sentimentos, simplesmente por estarmos vivendo nessa geração onde tudo é tão passageiro. Queria eu que meu coração esquecesse tudo tão rápido quanto nossa timeline do Facebook é atualizada….

Maaaaas não estamos aqui pra falar de mim, estamos aqui pra ajudar o próximo! Hahaha. Hoje, no auge dos meus 20 aninhos, vou tentar repassar pra vocês algumas coisas que aprendi com o passar do tempo e que gostaria que tivessem me dito quando eu tinha 15 anos.

boy1

Ninguém é obrigado a gostar de ninguém: Poxa, ele não tem culpa de não sentir o mesmo por você! E é até capaz que ele esteja se sentindo mal pela situação, por te achar uma garota legal e tudo o mais. Maaaaas infelizmente o cupido não acertou a flecha nele, e não há muito que se possa fazer pra reverter isso. Com certeza já rolou a situação inversa com você também: um amor que você não foi capaz de retribuir. E que culpa você tinha? NENHUMA!

Às vezes a gente gosta tanto da pessoa que acaba a culpando um pouco por não sentir o mesmo por nós, mas precisamos colocar os pés no chão e parar de produzir essa energia negativa, que só faz mal pra nós mesmas. Simplesmente não era pra ser, e o propósito disso tudo? Alimentar o bichinho da maturidade que existe aí na sua linda cabecinha, pra quando a(s) pessoa(s) certa(s) chegar(em) você saber como agir.

boyyy

Seja sincera com você mesma: Quando estamos apaixonadas não costumamos prestar muita atenção nos defeitos da pessoa. Ficamos repetindo pra nós mesmas o quanto ele é perfeito pra gente e blábláblá. Mas é preciso colocar a cabeça no eixo da realidade e reparar se vocês de fato combinam tanto assim. Pra ter um relacionamento com alguém é necessário que os dois se entendam e se respeitem, mesmo com todas as diferenças que podem existir entre duas pessoas. Caso contrário, muitas brigas acontecerão ao longo do percurso e isso resultará em um grande desgaste para ambos, até o momento em que um dos dois vai explodir e dar o pé na bunda.

Você não precisa assumir isso pra ninguém, nem pra sua melhor amiga! Apenas você com você mesma. Tente entender o que te encanta de verdade no carinha. Será que são as tatuagens? Será que é porque ele toca em uma banda descolada? Será que você gosta só do que ele representa ou é a personalidade dele que te atrai? Quando você detectar as qualidades que te agradam nele, conseguirá enxergá-las em outras pessoas também, e finalmente entenderá que não existe só ele no mundo (são muitos peixes nesse mar, galera!)

boyy

Sobre amor próprio: Sem essa hipocrisia de que tem que se doar pra pessoa sem esperar nada de volta. O amor não cobra muito mesmo, é verdade. Mas o mínimo que ele exige é respeito. Eu disse que o tal mocinho por quem você tá derretida de amores não é obrigado a gostar de você de volta, mas ele é mais do que OBRIGADO a respeitar seus sentimentos. Ô moço: fazer joguinho com a menina que tá cega por você é muita mancada! Convidar as amigas dela pra sair? APARECER COM UMA NEGA DIFERENTE A CADA ROLÊ NA FRENTE DELA SÓ PRA PROVOCAR? Gente, é muita maldade – e acontece muito disso por aí.

As pessoas precisam ter mais noção do quanto elas podem nos afetar e nos machucar com seus atos e palavras. Independente da situação amorosa em que nos encontramos, uma coisa é fato: precisamos sempre fortalecer nosso amor próprio para nos tornarmos menos vulneráveis aos atos imbecis dos seres humanis no geral. Não adianta fazer tanto por alguém que não te dá nada em troca. Pare de fazer as coisas pensando somente nele. SE AME e passe a fazer mais por VOCÊ! Não vá naquele bar chato só porque talvez vocês possam se encontrar, ele nem vai te notar ali! Vá na balada que você curte, ouvir Katy Perry e explodir a pista de dança! De quebra, ainda tem a chance de conhecer um novo gatinho pra mudar sua vida <3

boyyyy

Pare de fuçar: É quase impossível, eu sei! Mas cara, ele simplesmente NÃO faz questão de estar ao seu lado! Se ele estivesse, estaria aí no seu quarto massageando os teus pés nesse momento, porque quem quer MESMO se vira pra fazer acontecer! Quanto mais você fuça, mais você lembra, mais você lê comentários de piriguetes irritantes, mais você vê ele seguindo a vida dele enquanto você está parada concentrando todas as suas energias em algo que não vai te trazer retorno emocional positivo. A gente precisa deixar as coisas irem embora para conseguirmos recomeçar. Fuçar só vai te deixar pior, então aperte o botão block e seja feliz.

boy4

Fale tudo o que sente: Esse é um ponto bastante relativo, mas eu simplesmente não consigo seguir em frente sem deixar claro para a pessoa tudo o que sinto. Prefiro saber que se não deu certo não era pra ser, e não porque não lutei por isso. Acontece muito do bofinho também gostar de você e nenhum dos dois saberem disso. Por isso, sou dessas que apoiam e incentivam as pessoas a fazerem declarações e serenatas de amor, hahahaha.

Sem contar o alívio que isso vai te proporcionar, pois não tem nada mais horrível que a angústia de guardar um sentimento tão grande só pra si. Sem essa de achar que é vergonhoso e que você vai estar se rebaixando! Quero atirar na cabeça das pessoas que falam isso. QUALQUER FORMA DE AMOR É MARAVILHOSA E BEM VINDA! Quem não tem a capacidade de entender e apreciar isso, será eternamente amargo e infeliz! E no final das contas, se não der em nada… pelo menos você tentou!

Meninas, gostar de alguém que não nutre o mesmo sentimento por nós realmente não é uma coisa fácil de superar, mas ficar nessa situação por muito tempo não é saudável e, na maior parte das vezes, seguir em frente é a opção mais vantajosa. Não vale a pena ficar chorando por alguém que não se importa e não faz a mínima questão de te ter por perto. Sei que parece que não vai passar nunca, mas anota aí: tudo passa, até uva passa!

Talvez demore semanas, meses ou anos (sim, anos!), mas com o tempo tudo se ajeita. Dê chances pra coisas boas acontecerem na sua vida! Esteja aberta a novas possibilidades, procure novos caminhos. Seu cérebro vai ficar coberto de emoções novas e vai empurrando o passado pra debaixo do tapete. E sim, no auge da intensidade do sentimento eu também penso coisas como: “Mas que desperdício de amor! De coisas boas que poderíamos viver juntos…”. O lance é que tudo na vida tem um porque e, aos pouquinhos, você vai entender todos os motivos.

Então chore cada lágrima que estiver entalada aí dentro, ouça todas as suas músicas de fossa e desabafe tudo o que precisa. Depois, respira fundo e pensa que a gente tá nesse mundão pra ser feliz e ninguém tem o direito de roubar nosso brilho não! Beijo Beijo <3

10 comentários