Receitinha

tomate

Eu, esfomeada que sou, adoro aprender receitas fáceis e diferentes pra alimentar a lombriga que existe dentro de mim! Tenho um amigo fotógrafo que namora um cozinheiro de mão cheia, e eles uniram suas forças pra fazer esse vídeo incrível de uma comidinha deliciosa que parece ser uma espécie de muffin salgado *O* Sem contar que o cenário é maravilhoso, parece até casa de filme! Olha só que maravilhoso:

Genial, né? Fiquei morreeeeendo de vontade de comer! Vou copiar em casa com certeza. A ordem dos ingredientes é: pão de forma, manteiga, uma misturinha de ovos, abobrinha sal e pimenta, bacon, cream cheese, pimentão vermelho, molho pesto e queijo ralado. Achei super criativa e fácil de fazer <3 Amanhã vou correndo no shopping comprar uma forma de cupcakes dessas pra poder colocar a receita em prática *O* Se der tudo certo, mostro o resultado pra vocês no Instagram hahahaha! Beijos e espero que tenham gostado :*

 

3 comentários

O Que Usar no Trabalho

trab

Querendo ou não, quando estamos em nosso ambiente de trabalho, precisamos usar uma roupa um pouco mais arrumadinha (na maioria das vezes). Mas as pessoas esquecem que é possível ousar um pouco mais nos looks sem ficar exagerado ou fora de ocasião. Até porque para nós, amantes da moda, não tem chatice maior do que estar num ambiente onde todo mundo se veste igual e sem personalidade alguma. Vamos colocar um fim nos terninhos cinzas e na calça jeans com camisa! Aqui vão algumas inspirações para adicionar beleza e estilo em seus looks de trabalho:

trab3

trab4

trab4

trab1

trab6

trab2

Como vocês viram, pequenos detalhes já fazem toda a diferença! Colocar uma calça estampada com acessórios elegantes e blusas com um corte bacana é uma ótima pedida. Também adoro mix de estampas! É mais difícil de usar (nem sempre as estampas que temos em casa combinam entre si), mas fica bem charmoso e traz muita personalidade pro visual. Sou apaixonada por essa tendência doidja! Os acessórios também ajudam muito, mas para essa ocasião em especial, o sapato é quem faz toda a diferença! Um cinto também pode valorizar bastante o look, eles dão um ar mais maduro. A chave das chaves é o blazer! Você pode estar com a roupa mais desleixada de todas, é só colocar um blazer que já vai parecer uma mulher de negócios hahahaha!

spadrilles

Indico as espadrilhas como os melhores sapatos para a ocasião. Lembram as sapatilhas, só que são muito mais estilosas! Além de serem super confortáveis, trazem um ar mais despojado ao look. Existem vários modelos lindos e delicados, e as com salto também são incríveis pra quem gosta de ganhar alguns centímetros. Elas são ótimas pra usar naqueles dias de preguiça: é só vestir uma roupa mais simples, usar uma estampinha no pé e pronto! Já mudou completamente a proposta da sua produção.

O que acharam das referências? O que usariam e o que não? Espero que tenham conseguido se inspirar bastante para animar ainda mais o dia de vocês no trabalho! Quero todo mundo desfilando e se achando musa de propaganda de absorvente ein?! HAHAHA! Se tiverem alguma dúvida de looks para alguma ocasião, alguma coisa que tenham dificuldade de usar e queiram posts, é só deixar aqui nos comentários! Beijo, beijo<3

1 comentário

#Diário de Viagem: Amsterdam – Dia 5

dekmantel1

No nosso segundo dia em Amsterdam já demos alouka e fomos em um festival de música eletrônica, o Dekmantel Festival 2014! A verdade verdadeira é que não somos tão ~ozados~ assim e já havíamos planejado tudo desde o Brasil. Quando estávamos fazendo pesquisas pra organizar a viagem, o Leo encontrou um vídeo dando a dica desse rolê maravilhoso e ficamos super empolgados, então decidimos já comprar os ingressos pelas internets no mesmo dia em que reservamos os primeiros apartamentos no Airbnb.

Nunca havia ido em um festival de música fora do Brésil (por aqui já fui na porra toda! Lollapalooza, Planeta Terra, Tim Festival, Sónar, Popload…) e achei legal compartilhar a experiência aqui com vocês e explicar um pouco sobre como funciona a dinâmica dos gringos na hora de curtir um festival, que por sinal é beeeeeem diferente do nosso estilão brasileiro de ser, hahahaha. Vambora que tô ansiosa pra contar tudo procêis!

amsterdam1

A primeira atração que queríamos ver era Jamie XX (o mocinho incrível da banda The XX), e como ele entrava só lá pelas 7 da noite, acabamos saindo de casa de tardinha pra podermos dormir bastante e recarregar as baterias. O Dekmantel não era exatamente em Amsterdam, mas em uma cidade vizinha, então rolou uma confusão mental pra chegar até lá, já que o transporte público da cidade é um pouquinho confuso pra noobs como nós, hahahaha.

glupo

Foto do grupo antes de sair de casa (ou melhor, muquifo)! Acordei atrasada pra variar um pouquinho e não deu tempo de lavar a juba, então taquei um shampoo à seco nela e joguei a franja pro lado. Vocês sempre me perguntam como eu faço isso, e eu gostaria de informar-lhes que já gravei um vídeo tutorial e ele está disponível no meu canal do Youtube, hahaha. Mudei os produtos que uso pra chegar nesse resultado, mas o método ainda é o mesmo (se quiserem, gravo uma versão 2.0 do tuto).

derrotada

Eis que nos perdemos no meio do caminho e decidimos pegar um taxi. Chegamos em uma estação de trem completamente deserta e tivemos que pedir ajuda pra única pessoa que estava passando por ali, uma moça muito simpática que ligou pra companhia e pediu um carro pra nós. Na foto vocês conferem minha derrota depois de sofrer horas esperando por ajuda debaixo do sol escaldante do verão europeu #FirstWorlProblems

bikes-dekmantel

Depois de alguns minutos e euros, chegamos no local e logo nos deparamos com um estacionamento de bikes gigantesco, e nos sentimos AOmilhados pelos jovens holandeses saudáveis que preferiram ir pedalando de Amsterdam até lá. Juro que se eu soubesse andar de bicicleta, faria o mesmo #SóQueNão #SouVelha #NãoMeJulguem

E essa era a vibe do Dekmantel! Nunca na vida achei que fosse gostar de um festival de eletrônico – geralmente curto mais os de rock -, mas foi com certeza um dos melhores festivais que já fui na vida, e o dia entrou com louvor no top 5 dias mais maravilhosos da viagem, hahahaha.

O Dekmantel durou 3 dias, então eles fizeram um ingresso que dava passe pro fim de semana pelo preço de 105 euros. Como só poderíamos ir em um dia (mimimi), pagamos 42 euros no nosso ticket. O festival também tinha área de camping (queria muito ter ficado lá com todos aqueles gringos maravilhosos), que custava 30 euros por pessoa por 4 dias. Bem maneiro, né?

GOPR1112

A fexta ficou cheia (o porte do evento era grande) mas como o ambiente era bem espaçoso e tinha várias pistas diferentes, o público ficou bem distribuído, então não enfrentamos caos, lama e loucura em nenhum momento. #ValeuJeová

Agora vamos falar da estrutura e do comportamento da galera, e vou começar dizendo que fiquei absolutamente chocada com a educação exemplar das pessoas. Sério, o povo brasileiro precisa urgentemente passar por uma lavagem cerebral e aprender com esses nêgo a se comportar – e eu me incluo nessa, depois de ir nesse show aprendi coisas importantíssimas pra minha vida, hahahaha. Vamos aos pontos:

1- Os banheiros eram impecavelmente limpos e sem filas.

2- Na saída dos banheiros tinha um kit com água termal, álcool em gel e desodorante pra galera usar. Isso sim é primeiro mundo minha gente! Imagina se a galera aqui no Brasil ia perdoar uma água termal Evian dando sopa na mesinha… hahahaha!

3- Fomos atendidos em questão de segundos nos bares e nos foodtrucks, sem contar que as comidas eram maravilhosas e tinham preços justíssimos. Ah! E os caixas estavam sempre livres.

4- Queria abrir um tópico pra dizer que comi hambúrguer com carne fresca, cebola caramelizada, queijo e salada, um dos melhores sorvetes da minha vida, batata frita com refri e fiquei muito, muito chateada por não ter dado tempo de passar na barraca do waffle e da pizza.

5- O pessoal não ficava se amontoando na pista dos shows, todo mundo tinha seu metro quadrado pra dançar sem ser invadido por um sem noção suado e sem camisa roçando em você. Não entendo essa nóia que a galera tem de ficar esmagado na grade! Ave maria.

6- O evento tinha lockers pra você guardar seus pertences e não ter que ficar carregando peso. Você pagava 15 euros por um armário e, ao devolver a chave, eles devolviam seu dinheiro.

7- Só tinha gente linda, sério. E apesar de estar fazendo um calor dos infernos, todos permaneciam com suas vestes, nada de bombados sem camisa ostentando seus músculos de whey protein. O pessoal era super bem vestido, mas bem relaxadões ao mesmo tempo. Dava pra ver que o estilo fazia parte mesmo do lifestyle da galera, não era montação especial, tipo o que a gente vê no Coachella e Lollapalooza geralmente. Achei autêntico.

dekmantel-festival

E esse foi o look de giva! O top é da Forever 21, o short foi presente de um site da China que esqueci o nome agora (mas juro que gravo vídeo mostrando as coisas que recebi e passo o site pra vocês) e a botinha é da Zara. Fui com um kimoninho também mas tava um calor da Bahia e foi impossível de usá-lo.

dek

De noite tocou Nicolas Jaar, que era o show que eu mais queria ver! Ele é um dos meus músicos favoritos e a apresentação do cara foi de foder com as estruturas da minha vida. Não sei como vou viver se não o trouxerem pro Brasil em breve #FicaADicaLollaPalooza

amsterdam

A única coisa triste é que o festival acabou cedo – lá pela meia noite – e depois ficamos fritos querendo dançar mais. Aí acabamos voltando pra cidade e passamos o resto da noite no Red Light District azarando as putas (mentira) e bebendo! Ai que delícia de dia <3

Espero que tenham gostado do post e que estejam curtindo os vídeos da viagem também! Pra quem ainda não assistiu o segundo episódio do #Partiu!, clica aqui e vai ver DJÁ! Beijos, beijos <3

3 comentários